Como dar conta de tudo o que tem para fazer?

Como dar conta de tudo o que tem para fazer? É a pergunta que vem martelando na minha mente fazem uns bons dias. Por quê? Pensa comigo:

24 horas, 7 dias por semana, 4 semanas por mês.

Uma lista fixa de afazeres que abrangem:

  • 9 horas de trabalho
  • 2 horas para se transportar até ele
  • 8 horas de sono
  • 1 horas para necessidades básicas (tomar banho, se alimentar)

Dessas, só sobram 4 horas.

Como dar conta de tudo o que tem para fazer

Com elas precisamos fazer coisas que não estão na lista de obrigações diárias básica, mas que são necessárias para uma vida feliz e que evolua:

  • ver a família e amigos
  • fazer cursos para se aperfeiçoar
  • praticar exercícios físicos
  • ainda sobrar um tempo pra ver aquela série no netflix

Como dar conta de tudo o que tem para fazer

Para se manter conectado no mundo, também é preciso:

  • estar nas redes sociais e atualizar todas elas
  • saber sobre os novos filmes e livros
  • ter opinião sobre política
  • ter lido aquela tour do LDRV
  • estar por dentro dos memes

Como dar conta de tudo o que tem para fazer

Isso quando imprevistos não acontecem:

  • sobra trabalho para casa
  • aparece um trabalho extra para conseguir dinheiro extra
  • você fica doente

Como dar conta de tudo o que tem para fazer

E também tem a galera que adora projetos pessoais, como eu que tenho:

  • blog
  • canal no youtube
  • página no facebook
  • perfil no instagram

Como dar conta de tudo o que tem para fazer

E tem aquelas coisas que super nos incomodam e queremos muito fazer:

  • começar a frequentar mais a academia
  • fazer alguns tratamentos para o corpo ficar do jeito desejado
  • cronograma capilar
  • limpeza de pele
  • o tratamento para celulite
  • clareamento dental
  • arrumar mais trabalho extra pra pagar tudo isso

Como dar conta de tudo o que tem para fazer

Me diz, como um ser humano que dispõe de 24 horas por dia, 7 dias na semana, 4 semana por mês consegue fazer tudo isso? Pode tentar, mas certeza que em algo irá falhar, afinal, NÃO SOMOS UMA MÁQUINA! A tentativa e a frustração dessa rotina insana costumam causar:

  • ansiedade
  • cansaço físico
  • cansaço mental

Como dar conta de tudo o que tem para fazer

Por que você acha que a depressão é o mal do século? É muita pressão, é muita coisa que deveríamos fazer, ser, pensar e não dá, não temos tempo, não damos conta!

O século XXI espera de nós algo que não nos é natural, uma produtividade 24 horas. Sim, 24 horas. Sabe aquelas 8 horas de sono? São as primeiras vítimas.

Na última década, a humanidade se deparou com uma explosão de escolhas. Mais do que isso, também se criou um excesso na oferta de opiniões sobre todos os assuntos na internet. Diante disso, as pessoas estão deixando de ser seletivas, elas tentam fazer um pouco de tudo. O resultado é que elas sentem que estão sempre trabalhando, mas que também estão sempre atrasadas. ~McKeownComo dar conta de tudo o que tem para fazer

Depois sacrificamos a família, os amigos. Aí chega a hora de acelerar no banho, comer na rua.

As coisas que queríamos, mas não eram necessidade básica ou prioridade, nem tem voz nessa loucura.

E isso nos faz ficarmos menos contentes ainda com nós mesmos. E é um ciclo.

Só sobra o quê? O resto de sono, a comida congelada, o trabalho para continuar fazendo tudo. E a gente, onde fica nisso?

Como dar conta de tudo o que tem para fazer

Sabe como dar conta de tudo o que tem para fazer?

Diminuindo drasticamente o que você precisa fazer!

 

Sim, pegue o papel e liste APENAS 5 COISAS que são importantes, fundamentais e te fazem feliz. E o resto? Corta. Não para sempre (ou sim, isso você decide). Mas cá entre nós, você REALMENTE precisa perder 10 kg (ou é só o que a sociedade diz que você precisa)?

Você REALMENTE quer ver aquela pessoa (ou nem gosta tanto dela e continua só pra não ficar sozinha)?

Aquela série no netflix vale por todas as coisas que você estará abrindo mão para ter tempo para ela?

Ah, ainda sobre os 5 itens: esses itens também podem incluir os subitens, por exemplo: emagrecer seria um item, os subs seriam reeducação alimentar e exercício físico.

Mas você também irá observar que nem tudo que você precisa fazer será divertido ou você amará com todas as suas forças, mas procure focar no resultado daquilo. Por exemplo: você precisa tirar a carteira de motorista porque ter uma moto irá agilizar sua vida. Mas para isso você terá que trabalhar um pouco a mais para pagar isso e depois dispor de um bom tempo para as aulas. É um processo legal? Não, mas te trará uma grande vantagem no futuro.

Ou seja, você pode fazer algo que “não te faz feliz” agora, contanto que aquilo tenha um propósito maior.

O importante é ter essa percepção, para não acabar gastando seu precioso tempo com algo que não te acrescenta nada (nem felicidade nem algo maior no futuro).

Também terão atividades que você não gosta tanto, mas vê que é muito importante. Por exemplo fazer academia. Então que tal aliar isso a ver alguns episódios de uma série divertida? Assim você estará aliando o necessário a uma coisa que te faz bem, porém que não te sobrava tempo.

Só se questione.

Você pode colocar mais que 5 itens nessa lista, mas lembre-se: 24 horas, 7 dias, 4 semanas.

O segredo é:

Faça o que é mais importante para você e o resto se encaixa sozinho. E se não encaixar, qual a diferença? Não era mesmo importante.

Um livro que li esses tempos me fez questionar MUITO todas essas coisas, e talvez ele te ajude e netender melhor essa ideia do “foque no que é mais importante”. O nome é “Essencialismo: a disciplinada busca por menos” do Greg McKeown. Afinal, o essencialista não faz mais coisas em menos tempo, ele faz apenas as coisas certas.

Como dar conta de tudo o que tem para fazer

Irei me apropriar das palavras da Demi Lovato: SORRY NOT SORRY! Sociedade, eu não sinto muito por não suprir todas as suas expectativas, por não ter um carro (que me dará ainda mais gastos), um corpo perfeito, ou estar em todos os rolês. Nesse momento eu priorizo outras coisas nas minhas 24 horas, 7 dias, 4 semanas.

Como dar conta de tudo o que tem para fazer

E você, quais suas prioridades?

 

Talvez você também goste de..

14 comentários

  1. Oi Amanda, o negócio é que a gente acha que tem que fazer TUDO, o tempo TODO. Péssimo isso, né? E ainda tem aquela cobrança social, a cerejinha no bolo da ansiedade. Eu tô fugindo disso tudo, tentando viver sem tantas cobranças, mas de vez em quando é difícil, viu? Um beijo!

  2. Ameeeeeei o post Amanda! Realmente, sociedade exige demaaais de nós, o mundo exige demais. Temos mil e uma obrigações, mil e uma coisas pra fazer, em tão pouco tempo. Acho importantíssimo tudo o que vc falou, inclusive os exemplos do que pode ser feito. Acho essencial termos tempo de “brake” também sabe? Um minutinho de paz e respiro, a gaveta do “nada” na nossa mente… Para respirarmos e pensarmos no resto do dia. Se não paramos de funcionar, porque realmente não somos uma máquina… beijokaaas!

  3. Oi Amanda, tudo bem?
    Sua postagem reflete bem algo que tenho sentido há um bom tempo; que eu não tenho tempo pra nada, ou o mais correto, que eu me sobrecarrego com muitas coisas, e por causa disso minha saúde foi pro saco junto com meu ânimo. Agora estou fazendo exatamente isso que você falou: reorganizando, revendo prioridades e tentando não me deixar sobrecarregada. Espero muito conseguir.
    Adorei a postagem.
    Abraços,
    Amanda Almeida

  4. Eu confesso que sou o contrário: funciono melhor quando tenho muita coisa pra fazer porque me dá menos tempo pra ansiedade. Quanto mais no ócio fico, mas louca funciona minha cabeça. Mas tem diferença entre ter muita coisa pra fazer e se sobrecarregar, né? Todo mundo tem que se colocar alguns limites, definir prioridades… Dá pra deixar a série pro fim de semana quando tem AQUELE trabalho dominando seus dias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *