CAMINHOS ALTERNATIVOS E

Mas você vai sozinha?

Mas você vai sozinha? é a pergunta que toda viajante mulher escuta quando decide se aventurar sozinha no mundo. Falam dos riscos, falam da solidão, falam de tudo que for possível pra te mostrar que fazer isso sozinha não é uma boa ideia. Mas e se ir sozinha é sua única possibilidade de ir?

Ano passado eu li o livro da Gaía Passarelli Mas você vai sozinha? onde ela descrever viagens, dá dicas e tudo sobre essa experiência de se aventurar sozinha pelo mundo. Não tem como não se inspirar por suas histórias de contato com a natureza, experiências gastronômicas e aventuras vividas em vários cantos do mundo.

Mas você vai sozinha? é todo fisicamente bonito, com ilustrações únicas e uma diagramação perfeita. A escrita de Gaía é inspiradora e de fácil digestão, ela é aquela mulher que a gente olha e diz “quero ser assim um dia”.

O engraçado é que fiquei tão inspirada por essa leitura que minha vontade de viajar pelo mundo renasceu e pela primeira vez o medo de ir sozinha não me intimidou.

E agora que decidi ir, gravei um vídeo sobre viajar sozinha:

https://youtu.be/1P32bLSBtEk

Então, para todas que precisam se lembrar que somos independentes e que a liberdade nos faz viver sonhos, eu indico essa leitura. Para todas que só querem uma leitura leve e inspiradora, eu indico também.

Para comprar acesse esse link, por ele você ajuda o blog a continuar crescendo.

Dicas extras pra economizar na viagem e ajudar o blog

  • Compre através da Meliuz e ganhe dinheiro de volta
  • Pra pesquisar hotéis, use o booking por esse link e ganhe descontos
  • Se não é cadastrado ainda no Uber, cadastre usando o código: 4zd8ajb6ue e ganhe descontos
  • Aproveita e se cadastra no Airbnb por esse link e ganhe 100 reais de desconto na sua primeira hospedagem
  • Se não é cadastrado ainda no Cabify, cadastre usando o código: amandat633 e ganhe desconto

 

Me acompanhe das redes sociais:  Instagram  Facebook Youtube Twitter

Beijos,

 

MAIS PARA LER:

Here we go again

Era 16 de dezembro de 2017 quando eu apertei o REC da câmera porque queria tentar. Tentar ser eu, tentar continuar, tentar mudar. Só sobreviver não tava sendo uma boa escolha. Então eu arrumei minhas malas, saí

O futuro é fluido

Escute esse post  Olá, meu nome é Amanda e eu gosto de tudo. Acho que isso se desenvolveu quando eu decidi blogar lá em 2010, naquela época como um hobbie mesmo. Aí eu tinha que fazer

Inquieta

Hoje eu acordei inquieta. Geralmente quando me sentia assim eu escrevia, mas já faz tanto tempo que eu nem sei mais se sei fazer. Será que escrever é como andar de bicicleta? Vamos descobrir.      Acordei

20 respostas

  1. Amei seu vídeo! Edição ótima e foi muito boa a ideia de não gravar na rua, pois estava ventando demais mesmo, rsrs…
    E nossa! Que situação chata que vc passou! Realmente, essa é uma das partes ruins de viajar sozinha.
    Uma viagem sozinha é meio que um momento de reflexão mesmo, de autoconhecimento e independência, mas eu nunca viajei sozinha e não sei se um dia vai acontecer, acho que se acontecer vai ser à trabalho e não à passeio.
    Beijinhos da Jacky.
    http://www.estilosaefeminina.com.br/
    https://www.youtube.com/jackytompson
    https://www.instagram.com/jackytompson/
    https://www.instagram.com/estilosaefemininablog/

  2. Que massa esse post, Amanda! Eu nunca viajei sozinha, sempre estou com a família, amigos ou namorado. O que é bom também, porque sempre tenho com quem dividir gastos e tal. Mas às vezes sinto vontade de viajar sozinha por essa questão da conexão comigo mesma e tal, mas esbarro no receio de que coisas como a que você contou no vídeo possam acontecer. Cara, deve ter sido esquisito pra caramba D: As dicas que você deu são super importantes mesmo. Me inscrevi lá no seu canal ;D

    Um beijo!
    Hey, Maria! | Fanpage

  3. Eu tenho vontade de viajar para algum destino sozinha, é tipo um desafio pessoal que quero realizar em algum momento! O meu receio é justamente passar por situações delicadas de imprevistos e claro, o medo constante de violencia e assédio. Eu achei a atitude do cara muito invasiva, senti nervoso por você só de ouvir a sua história, mas tudo terminou bem e isso é o que importa! Mas, impossível não pensar na questão, na educação e cultura da nossa sociedade e tudo o mais!
    Um beijo!
    Colorindo Nuvens

    1. Isso Dai, é mesmo um desafio que vale a pena ser feito. Mas sabe, aprendi que a gente passa por isso sempre, até no dia-a-dia, então de qualquer forma o risco sempre existirá.. Sim, a gente aprende a lidar e as coisas vão funcionando. Siim, cada vez fica mais escancarado esse problema estrutural.

  4. O livro parece ser bem bom mesmo, não posso nem ler, porque corre o risco deu querer viajar AGORA mesmo sem dinheiro, haha! Porque do jeito que eu sou louca, vou sozinha mesmo, minha vontade por viajar é tanta que nada me prende aqui não. Socorro, menina!!! Você tava sozinha nessa parte da praia? Eu gravaria ele fazendo essas coisas pra ver se ele saia, ainda falava “vem cá, fala um oi pra câmera”. Você contando isso já me deixou nervosa, haha! Esse é o problema de viajar sozinha né? Acaba que é você por você. Adorei o vídeo! Faça mais!
    Beijos!

    1. Hahaha meu deus, já te amo Thami, somos mto parecidas hahaha menina, tá esperando o que? viaja siiim hahaha tava ozinha, mas tinha gente ao redor, devia ter gravado mesmo! Sim, é sempre um risco, mas confia, vale a pena.

  5. Nossa Amanda, que situação absurda essa que você passou. Fiquei nervosa só de assistir o vídeo. E ainda tem gente que acha que não vivemos num país machista, socorro! Adorando acompanhar essa sua viagem, aproveite muito por aí (e todo cuidado é pouco, né?). Um beijo! :*

  6. Eu ouço muito essa pergunta, mas em outra versão. Eu sou casada a três anos e já viajei sozinha duas vezes, quer dizer, eu fui com a minha mãe e meu marido ficou em casa, e muita gente, MUITA mesmo, quando ficou sabendo disso me perguntou coisas como: “nossa, mas seu marido deixa?”, ” se ele não vai viajar, você também não devia.” E eu ficava com cara de tacho, tipo, queridos, cada um tem seu espaço né? E eu preciso pedir permissão pro meu marido caso eu queira fazer o que gosto? De acordo com o meu conceito, as perguntas que me fizeram não faziam sentido nenhum. Afinal, diante de uma oportunidade, meu marido é o primeiro a me motivar a me aventurar sozinha, por que ele confia em mim, me ama, preza minha liberdade e minha independência.
    Eu gostei muito da sua reflexão no vídeo. Infelizmente, sem querer você provou que mulher sozinha em lugar público é um corpo público, fico maginando se fosse um lugar mais escondido, com menos movimento e num horário da noite, sem dúvida ia sair gente do bueiro pra dizer que você era a culpada de estar sendo assediada, por que ainda vivemos num mundo onde acreditam que é perigoso mulher sair a noite sozinha.
    Falei demais, me empolguei com o assunto, haha. Beijo!

    1. Que comentário sensacional! Mas sim, as pessoas tem essa ideia de que mulher tem que viver acompanhada de um homem, mas é isso, temos que resistir, viver nossas vidas e lutar por cada espaço. Tomando cuidado, porque sabemos que o mundo é machista, mas a revolução tem que começar por algum lugar, não é mesmo? beijos e obrigada por esse comentário sensacional.

  7. Viajar sozinha foi uma das melhores coisas que já fiz na vida. Que experiência! Fiz um post no meu blog sobre isso também.
    E fiquei aqui também super assustada com a história que vc contou no video. Chocada que você passou por isso 🙁
    É muito revoltante saber que estamos sujeitas a passar por coisas assim pelo simples fato de sermos mulheres. Espero que você tenha muitas e muita experiências boas viajando sozinha 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CAMINHOS ALTERNATIVOS E OUTRAS HISTÓRIAS

INSTAGRAM

Feito com ❤ por Amanda Teló