brevidade da vida

Sobre a brevidade da vida

O primeiro livro que li nesse ano foi Sobre a brevidade da vida do Sêneca, uma leitura tão profunda quanto densa que resolvi vir compartilhar com vocês.

Sinopse:

Sobre a brevidade da vida’ são cartas dirigidas a Paulino, nas quais o sábio discorre sobre a natureza finita da vida humana. São desenvolvidos temas como aprendizagem, amizade, livros e a morte, e, no correr das páginas, vão sendo apresentadas maneiras de prolongar a vida e livrá-la de mil futilidades que a perturbam sem, no entanto, enriquecê-la.

O livro escrito em algum momento entre (4 a.C.? – 65 d.C.) pelo filósofo Sêneca é bem curto, tendo apenas 96 páginas. É uma leitura rápida e que te impacta profundamente. Nele, Sêneca reflete  sobre questões da vida e como estamos perdendo ela com várias futilidades.

Muito breve e agitada é a vida daqueles que esquecem o passado, negligenciam o presente e temem o futuro. Quando chegam ao fim, os coitados entendem, muito tarde, que estiveram ocupados fazendo nada.

A cada frase lida meu coração se apertava, ele consegue ir diretamente na ferida e te fazer refletir. No fim da leitura muitas ideias vieram na minha cabeça, me inspirando a mudar minha vida em certos aspectos.

Foi uma leitura arrebatadora e sem dúvidas me fez iniciar 2018 de uma forma diferente.

Também me inspirou a criar um vídeo, falando um pouco sobre a questão da infelicidade e como podemos mudar.

Já leram esse livro ou algo do tipo? Me contem nos comentários!

Me acompanhe das redes sociais: Instagram  Facebook Youtube Twitter

beijos,

LEIA OUTROS ARTIGOS

A gente sempre merece mais uma chance

Era 16 de dezembro de 2017 quando eu apertei o REC da câmera porque queria tentar. Tentar ser eu, tentar continuar, tentar mudar. Só sobreviver não tava sendo uma boa escolha. Então eu arrumei minhas malas, saí

O futuro é fluido

Escute esse post  Olá, meu nome é Amanda e eu gosto de tudo. Acho que isso se desenvolveu quando eu decidi blogar lá em 2010, naquela época como um hobbie mesmo. Aí eu tinha que fazer

Inquieta

Hoje eu acordei inquieta. Geralmente quando me sentia assim eu escrevia, mas já faz tanto tempo que eu nem sei mais se sei fazer. Será que escrever é como andar de bicicleta? Vamos descobrir.      Acordei

DEIXE SEU COMENTÁRIO

9 respostas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CAMINHOS ALTERNATIVOS E OUTRAS HISTÓRIAS

INSTAGRAM

Feito com ❤ por Amanda Teló

pt_BRPortuguês do Brasil
en_GBEnglish (UK) pt_BRPortuguês do Brasil